Polícia conclui que morte de trabalhador em empresa foi acidental

ACIDENTE Da Redação em 02 de março, 2021 14h03m
Facebook Twitter Whatsapp

A Polícia Civil de Andradina concluiu a investigação envolvendo a morte do trabalhador Thainã Teixeira​, encontrado entre pallets na empresa de embalagens onde trabalhava, e o relatório final apontou que a morte do jovem foi causada por um acidente. O caso aconteceu dia 19 de fevereiro, por volta de 5h20.

De acordo com delegado responsável pelas investigações, Tadeu ​​Aparecido Carvalho Coelho​, Thainã ​Teixeira teve morte registrada por asfixia mecânica após 400 quilos de pallets de madeira caírem sobre ele. No entanto, ele apresentava lesões no corpo que não condiziam com o acidente.

​​"O médico legista fez um excelente trabalho. Ele verificou ​no prontuário do hospital ​que as lesões que haviam no pescoço e em outras parte do corpo do Thainã foram causadas​ durante o procedimento emergencial do hospital, já que ele chegou na unidade em estado grave precisou ser entubado", explicou. Thainã foi internado na UTI da Santa Casa de Andradina, mas não resistiu aos ferimentos e morreu um dia depois.

CANSADO

Segundo a Polícia Civil, testemunhas relataram que ele estava muito cansado no dia porque ​estava mudando de casa. Por isso, decidiu cochilar entre os pallets. "Inclusive uma testemunha ocular disse que viu ele pegando um papelão e deitando entre os objetos. Ele estava mudando de casa, resolvendo questões de contrato, compra de móveis, por isso estava muito cansado, praticamente dormindo em pé", disse Tadeu.​ "Nós concluímos que a morte dele foi uma fatalidade", completou.

O corpo de Thainã foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) e ​enterrado no sábado, dia 20 de fevereiro, no Cemitério São Sebastião. O relatório final da investigação será encaminhado ao Fórum da cidade.

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários