Pai, mãe e filho de Votuporanga morrem em grave acidente no Mato Grosso do Sul

Uma família de Votuporanga – um casal de idosos e o filho de 41 anos de idade, morreram tragicamente nesta terça-feira, em uma rod

ACIDENTE Da Redação em 26 de janeiro, 2022 15h01m

Uma família de Votuporanga – um casal de idosos e o filho de 41 anos de idade, morreram tragicamente nesta terça-feira, em uma rodovia federal na região de Ribas do Rio Pardo, cidade a 97 quilômetros de Campo Grande (MS).

Foi uma forte colisão frontal entre um veículo de passeio e uma camionete. A família de Votuporanga residia no bairro Vila Ana, próximo a Rodoviária da cidade.

 

O ACIDENTE:

Acidente entre um carro de passeio e uma caminhonete matou pai, mãe e filho na BR-262, região de Ribas do Rio Pardo, cidade a 97 quilômetros de Campo Grande, por volta das 16 horas desta terça-feira (25).

A colisão envolveu uma caminhonete Toyota Hilux conduzida por um motorista de 37 anos, que seguia no sentido Água Clara a Ribas do Rio Pardo e um Renault Kwid, onde estava a família e transitava no sentido contrário.

As vítimas foram identificadas como o casal Ailton Lemes de Oliveira, 67, Darcy Neves de Oliveira, 71, e o filho do casal, Wellington Neves de Oliveira, de 41 anos.

Publicidade

Segundo o registro policial, marcas na pista apontam que a caminhonete avançou na pista contrária, possivelmente em uma ultrapassagem, momento em que colidiu frontalmente contra o Renault Kwid.

O local onde ocorreu o acidente possui faixa contínua e é proibida a ultrapassagem no trecho. Após a batida, os dois veículos foram parar fora da pista. Todas as três pessoas da mesma família morreram no local.

Wellington que dirigia o veículo e Ailton que estava no banco do passageiro ao lado, morreram presos nas ferragens. E, mesmo com o cinto de segurança, Darcy que estava no banco de trás, foi arremessada para fora do veículo, devido à violência da colisão. Os três ocupantes do carro de passeio faziam o uso do cinto de segurança.

O condutor da caminhonete foi socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e posteriormente encaminhado a Campo Grande, para exames complementares. O caso foi registrado como homicídio culposo na direção de veículo automotor, na delegacia da cidade.

Publicidade

Comentários