Justiça condena casal preso por matar e esquartejar advogado a mais de 57 anos de prisão

Assassinato Da Redação em 17 de novembro, 2020 08h11m
Facebook Twitter Whatsapp

Laís Lorena Crepaldi, de 20 anos, e o namorado dela, Jonathan Andrade Nascimento, de 21 anos, foram presos e confessaram o crime. Pena deve ser cumprida em regime fechado, sem possibilidade de recorrer em liberdade.

A Justiça condenou o casal acusado de matar, roubar e esquartejar o advogado Ronaldo Capelari, de 53 anos, em Araçatuba (SP). Na somatória, a pena aplicada para os dois réus é de 57 anos e seis meses.

O corpo da vítima foi encontrado dentro de três sacos no banheiro de uma edícula, no bairro Água Branca, em 14 de janeiro de 2020.

Laís Lorena Crepaldi, de 20 anos, e o namorado dela, Jonathan Andrade Nascimento, de 21 anos, foram presos e confessaram o crime à Polícia Civil.

Publicidade

De acordo com o Tribunal de Justiça (TJ), Jhonathan foi condenado a 29 anos e 8 meses de prisão, enquanto Laís a 23 anos e 8 meses pelos crimes de latrocínio e ocultação de cadáver.

Laís também foi condenada a quatro anos e dois meses de reclusão pelo crime de denunciação caluniosa, pois mentiu ao afirmar que três homens inocentes tinham cometido o crime.

A sentença foi proferida no último sábado (14) pelo juiz da 1ª Vara Criminal de Araçatuba, Roberto Soares Leito. As penas de ambos os acusados devem ser cumpridas em regime fechado. Não há a possibilidade de o casal recorrer em liberdade.

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários