Depois de ofício da ACIJ, Flá veta Projeto de Lei que obrigaria estabelecimentos a medirem a temperatura de clientes em Jales

Cotidiano Da Redação em 01 de setembro, 2020 12h09m
Facebook Twitter Whatsapp

O prefeito de Jales, Flávio Prandi Franco, vetou integralmente o Projeto de Lei n°95/2020, de autoria de um dos vereadores da Câmara de Jales, que, caso fosse sancionado, obrigaria todos os estabelecimentos comerciais da cidade a medirem a temperatura corporal de clientes, funcionários, colaboradores e fornecedores que entrassem nas empresas durante a pandemia do novo coronavírus.

 De acordo com o Projeto de Lei, supermercados, indústrias, comércios e agências bancárias teriam que medir a temperatura à distância, por termômetro infravermelho ou equipamento de não contato. Os indivíduos que apresentassem temperatura corporal superior a 37,8°C não poderiam ingressar no estabelecimento e deveriam ser orientados a procurar atendimento médico em uma unidade de saúde do município.

 Pensando nos impactos financeiros que a medida causaria para os comerciantes, a Associação Comercial e Industrial de Jales protocolou na manhã desta segunda-feira, 31 de agosto, um ofício na Prefeitura recomendando ao prefeito Flá que vetasse integralmente o projeto.

 Para a ACIJ, a compra dos termômetros infravermelhos causaria mais gastos, principalmente aos pequenos e médios empresários, justamente no período em que enfrentam a pior crise da história do setor. Além do gasto com o aparelho, os estabelecimentos teriam que ter pelo menos um funcionário para se dedicar apenas a medição da temperatura de quem entrasse no estabelecimento, sendo que a realidade atual é bem diferente, já que muitas empresas têm apenas um único trabalhador no estabelecimento.

Publicidade

 O ofício da ACIJ também defende que medir a temperatura não é a medida mais eficaz na prevenção ao vírus, já que pessoas assintomáticas não têm febre, e, consequentemente, não seriam identificadas pelo termômetro.

 O presidente da ACIJ, Leandro Rocca, reforça que os estabelecimentos da cidade já cumprem várias medidas de prevenção. “Os decretos estaduais e municipais que regulamentaram as medidas de enfrentamento ao novo coronavírus estão sendo cumpridos desde o início da pandemia. Todas as empresas estão disponibilizando álcool em gel para os clientes, proibindo a entrada de pessoas sem máscaras, monitorando o movimento para que haja distância mínima de dois metros entre cada indivíduo, além de realizar a limpeza constante dos locais, prezando pela higiene”, explicou.

 Flá usou a mesma justificativa da ACIJ para não sancionar o projeto. Agora, os vereadores devem votar o veto do prefeito na próxima sessão ordinária. 

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários