Estado São Paulo entra na Fase Vermelha durante duas semanas

COVID-19 Da Redação em 03 de março, 2021 14h03m
Facebook Twitter Whatsapp

Em entrevista coletiva realizada no início da tarde desta quarta-feira, dia 3, o governador de São Paulo, João Doria, anunciou que todo estado entrará na fase vermelha do plano de contigência da pandemia a partir deste sábado, dia 6.

O decreto terá vigência de 14 dias, com reclassificação prevista para o dia 19 de março. Com a medida, o comércio deixará de funcionar e estarão permitidas apenas atividades essenciais.

“Por esses motivos, esses tristes motivos, estamos atendendo ao pedido do Centro de Contigência e reclassificando todo o estado de São Paulo para a fase vermelha do Plano SP a partir das 0h de sábado”, disse o governador João Doria.

O governo anunciou a abertura de 500 novos leitos de internação, sendo 339 destinados à UTI Covid e 161 à enfermaria, com intuito de evitar o colapso na rede pública. Segundo o governador João Doria, a abertura das novas vagas será feita de forma gradual a partir do dia 8 de março.

RESTRIÇÃO
O toque de restrição da circulação vale das 20h às 5h. Serviços de saúde, alimentação, segurança, comunicação social, construção civil e indústria, logísitica e abastecimentos estão mantidos.

PROIBIDO
O decreto proíbe a abertura de bares e restaurantes para consumo no local. Somente serão permitidos serviços de retirada de alimentos por delivery ou drive-thru. Shoppings, academias, restaurantes, bares e comércios não podem funcionar.

ESSENCIAIS
Serviços essenciais que podem funcionar na Fase Vermelha: Farmácias, Mercados, Padarias, Açougues, Postos de combustíveis, Lavanderias, Meios de transporte coletivo, como ônibus, trens e metrô, Transportadoras, oficinas de veículos, Atividades religiosas, Hotéis, pousadas e outros serviços de hotelaria, Bancos, Pet shops e Serviços de delivery ou entregas

ENSINO
As escolas da redes públicas estadual e municipal e da rede privada vão continuar abertas, e vão atender os alunos, com até 35%.
O aluno não é obrigado a comparecer nas escolas porque o ensino oferecido está de forma híbrida.

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários