Ginásio Beira Rio “vive” estado de abandono

Esportes em 12 de maio, 2014 13h05m
Facebook Twitter Whatsapp
Jornal do Interior - Breno Guarnieri Um ginásio que tinha tudo para ser o cartão-postal de Fernandópolis, há alguns anos se transformou em um ponto negativo para a cidade. O prédio do ginásio poliesportivo Dr. Querton Ribamar Prado de Souza, o popular Beira Rio, situado às margens da Avenida Augusto Cavalin, “vive” estado de abandono, totalmente deteriorado, e as equipes que utilizam a quadra somente para treinamentos acabam sofrendo com a má conservação do local. “In loco”, a reportagem do JI conferiu que a cobertura está danificada, banheiros faltando azulejos e com portas quebradas sem fechaduras, piso da quadra remendado, telas do alambrado com buracos e luzes queimadas são alguns dos problemas enfrentados pelos atletas de Fernandópolis. Se não bastasse isso, alguns vasos dos banheiros estão entupidos, as torneiras não funcionam e o piso está todo sujo. E os problemas não param por aí. Uma caixa d’água está com vazamento e as tabelas para a prática de basquete estão bastante danificadas, além da falta de extintores de combate a incêndios. No momento em que a reportagem esteve no local, um senhor, que pediu anonimato, destacou que a situação crítica do ginásio, em relação à parte interna, não é de agora. “Isso vem se agravando no decorrer dos últimos anos. É uma pena chegar a esse ponto. Espero que a Prefeitura olhe com bons olhos para o Beira Rio, pois é um ginásio que vinha sendo utilizado para diversas competições que destacavam o nome de Fernandópolis”. Uma pessoa fica no local no período da tarde, mas não existe guarda municipal no período noturno e sendo assim o ginásio fica sem comando, isso permite aos vândalos danificar cada vez mais o local utilizado para treinamentos por várias equipes, entre elas o futsal masculino, que precisou jogar a semifinal da Copa TV TEM, em General Salgado, uma vez que o ginásio não oferece condições de segurança adequadas para sediar a competição. Boa notícia Diante do quadro de abandono que se encontra o prédio do ginásio Beira Rio, a única boa opção para os olhos dos esportistas é o campo de futebol, anexo ao ginásio, que está sempre limpo e cuidado, e recebe regularmente equipes para treinamentos. “Este campo é a nossa maior diversão e temos que agradecer a Prefeitura por mantê-lo limpo sempre”, disse o autônomo Joaquim de Almeida Santos, que se exercita frequentemente na pista de atletismo. Nota da Prefeitura a respeito da situação do Beira Rio O ginásio poliesportivo Beira Rio encontra-se em obras. Ao assumir a administração municipal, em 2013, a prefeita Ana Bim constatou que existia um convênio para a realização de adequações, porém, as obras encontravam-se paralisadas há dois anos, e apenas 2,32% concretizadas. A empreiteira responsável na época desistiu das obras e diante disto, foi necessária a realização de um levantamento e diversas ações da administração para reativar o convênio e os trabalhos. O convênio foi resgatado e uma nova empreiteira assumiu no início de Março deste ano. Porém, ressaltamos que o referido convênio compreende apenas as obras de adequações externas como pista de atletismo, estacionamento, substituição de telhas e reforma de dois vestiários. Quanto às necessidades de adequações e reforma na área interna do ginásio, a Secretaria de Esportes juntamente com a Secretaria de Obras realizou um levantamento que resultou em um projeto já protocolado junto ao Ministério de Esportes solicitando recursos. O ginásio continua sendo utilizado (interna e externamente) para diversas atividades esportivas como o Projeto Bom de Escola Bom de Esporte (aulas de futebol de campo e de salão), aulas de voleibol (masculino e feminino), e eventos esportivos como a fase regional dos Jogos Escolares de Judô, realizada no dia 27 de Abril. O Beira Rio recebe manutenções de limpeza e reparos toda semana realizadas pela equipe da Secretaria de Esportes. Informamos ainda que a última reforma no local foi realizada em 2008 pela prefeita Ana Bim. Na ocasião, foram feitas melhorias na iluminação, nos banheiros, instalados novos alambrados, telas de proteção e um par de tabelas hidráulicas (basquete). Na época, o ginásio sediou a Copa TV TEM de Futsal e a final estadual da Ginastrada (Festival de Ginastica e Dança). O bom estado de conservação do ginásio Beira Rio é uma preocupação da administração municipal que tem empenhado seus esforços para revitalizá-lo e adequá-lo o mais breve possível.

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários