Comerciante denuncia dona de petshop por intolerância religiosa após mulher negar serviço

Geral Da Redação em 25 de novembro, 2020 08h11m
Facebook Twitter Whatsapp

Homem afirmou que a proprietária de petshop negou receber dois cães por ele frequentar terreiro de umbanda. Boletim de ocorrência foi registrado em Rio Preto (SP).

Um comerciante de 44 anos registrou boletim de ocorrência por intolerância religiosa contra a proprietária de um petshop depois que ela teria negado atendê-lo por frequentar terreiro de umbanda.

 

De acordo com a Polícia Militar, a vítima relatou que é proprietária de um canil e utilizava os serviços de banho e tosa de um petshop localizado no bairro Parque Industrial, em Rio Preto (SP).

 

No entanto, ao tentar marcar um horário na manhã de segunda-feira (23) para levar dois cães, a dona do estabelecimento respondeu que não estava trabalhando e que era para o comerciante procurar outro pet shop.

 

Publicidade

Ainda segundo a Polícia Militar, depois de questionar os motivos e perguntar se tinha ficado devendo algum serviço ou feito algo de errado, a mulher respondeu “sua religião”.

 

O homem, então, argumentou que não estava entendendo, pois, a religião dele nunca tinha prejudicado a proprietária do estabelecimento. A mulher, então, respondeu que ele frequentava um terreiro de umbanda.

 

Por se sentir ofendido, o comerciante resolveu procurar a delegacia. Um boletim de ocorrência foi registrado como praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários