Pix Saque e Pix Troco começam nesta segunda; veja como funcionam

Geral DlNews em 30 de novembro, 2021 09h11m
Facebook Twitter Whatsapp

A partir desta segunda (29), usuários do Pix podem sacar dinheiro em estabelecimentos de comércio e serviço por todo o país, através dos serviços de Pix Saque e Troco.

No Pix Saque, o cliente faz um Pix através de QR Code ou aplicativo do prestador de serviço e recebe a quantia em espécie. Esse serviço poderá ser ofertado no comércio, nas instituições com rede própria ou independente de caixa eletrônico (ATM), nos terminais de autoatendimento e nos caixas 24hs.

O Pix Troco, por sua vez, deve ser feito junto a compras ou pagamentos de serviços. O cliente realiza o Pix de um valor maior do que a compra e a diferença é paga em espécie ao consumidor. Segundo o Banco Central, o extrato da transação deve discriminar o valor da compra e o valor sacado na forma de troco.

Cada usuário do Pix passa a ter direito a oito operações de Saque ou Troco gratuitas por mês. O valor máximo para as transações é de R$ 500 em espécie durante o dia e R$ 100 à noite, entre as 20h e 6h da manhã.

Publicidade

Os estabelecimentos que ofertarem os serviços podem optar por limites menores e receberão uma tarifa por operação que varia entre R$ 0,25 e R$ 0,95.

A oferta do Pix Saque e do Pix Troco é opcional e depende da adesão de cada estabelecimento. A expectativa do BC é que o serviço fique disponível em pontos como lojas, supermercados, padarias e redes de departamento.

A autoridade monetária espera que as novas alternativas ampliem o acesso dos clientes ao dinheiro físico, antes restrito aos saques em caixas eletrônicos. Também devem incentivar a digitalização dos estabelecimentos, reduzir custos e estimular a competição, diz o BC, uma vez que clientes de fintechs e instituições digitais podem agora sacar dinheiro ao utilizar as novas modalidades de Pix através de suas contas digitais.

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários