Justiça condena homem a mais de 34 anos de prisão por matar e ocultar corpo da companheira no interior de SP

Geral Da Redação em 13 de maio, 2022 06h05m
Facebook Twitter Whatsapp

Bruno Henrique Pereira Leal assassinou e escondeu o corpo de Aline Gonzales da Silva em um canavial, no dia 7 de julho de 2020, em Fernandópolis (SP). Júri foi realizado na tarde desta quinta-feira (12).

Bruno Henrique Pereira Leal foi condenado a 34 anos e nove meses de prisão em regime inicial fechado por matar a companheira Aline Gonzales da Silva. O crime aconteceu no dia 7 de julho de 2020, em Fernandópolis (SP).

Segundo a decisão judicial, Bruno foi condenado por homicídio qualificado, por motivo fútil, meio cruel, impossibilidade de defesa da vítima, por ela ser mulher e companheira dele e também por violência doméstica e familiar.

De acordo com o Ministério Público (MP), Bruno Henrique Pereira Leal assassinou Aline Gonzales da Silva após recusa dela em dar dinheiro para que ele comprasse drogas.

Na época do crime, o réu fugiu para São José do Rio Preto (SP) depois de abandonar o corpo da mulher em um canavial, mas foi encontrado chorando e confessou o crime à Polícia Militar.

Segundo o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), Bruno foi denunciado por cárcere privado, feminicídio e ocultação de cadáver.

Publicidade

 

Crime em 2020

 

Bruno e Aline conviviam em união estável havia cerca de oito anos e tinham um filho em comum. Consta na denúncia que, no dia 7 de julho de 2020, o réu trancou a companheira em um quarto após pedir dinheiro para comprar droga e receber resposta negativa.

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários