Justiça de Ribeirão Preto concede liberdade à Marta Colassiol

Justiça em 14 de fevereiro, 2018 14h02m
Facebook Twitter Whatsapp

Empresária deve ficar morando em Rio Preto, junto com familiaresFoto: Arquivo

A Justiça de Ribeirão Preto, concedeu na semana passada liberdade à psicóloga e empresária fernandopolense Marta Silene Zuin Colassiol, presa na Operação QI e condenada a oito anos de prisão.

Marta Colassiol como é conhecida, ganha liberdade depois de parte da pena cumprida. A decisão foi da Justiça de Ribeirão Preto que entendeu que não haveria possibilidade de aumento da pena. Ela estava presa na Cadeia Feminina de Cajuru. 

Marta é acusada de participar de um esquema, desbancado pelo Gaeco e Polícia Civil, que direcionava a escolha de empresas vencedoras de licitações, bem como alterava gabaritos e nomes de candidatos aprovados em concursos públicos e processos seletivos de Câmaras Municipais e Prefeituras em mais de 30 cidades do interior de São Paulo. 

As fraudes em licitações teriam desviado cerca de R$ 2,5 milhões dos cofres públicos. Relatório referente ao bloqueio de bens dos principais investigados no esquema de fraudes indica a compra de imóveis para lavagem de dinheiro pela quadrilha. As investigações apontam também possível ligação com “caixa 2” de campanhas eleitorais em diversas cidades paulistas. 

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários