Bolivianas trabalhavam em situação de escravidão na região

Polícia G1 em 11 de novembro, 2021 11h11m
Facebook Twitter Whatsapp

Três adolescentes bolivianas, com idades entre 16 e 17 anos, foram encontradas trabalhando em situação análoga à escravidão na tarde desta quarta-feira (10), em Bady Bassitt, interior de São Paulo.

De acordo com a Polícia Federal (PF) de São José do Rio Preto (SP), um homem de 35 anos, também boliviano, foi preso suspeito de manter as vítimas em uma casa, onde funcionava uma confecção de roupas. O caso foi descoberto depois de uma das adolescentes conseguir fugir e procurar o Conselho Tutelar de Bady Bassitt. A Polícia Militar foi acionada e constatou que as adolescentes trabalhavam em situação análoga à escravidão.

Além das três menores de idade, outras pessoas foram encontradas dentro do imóvel, incluindo crianças. As meninas foram trazidas para o Brasil de forma irregular e não possuem autorização para permanecerem no país.

Ainda segundo a Polícia Federal, o boliviano suspeito de comandar o esquema foi preso e será investigado por crime análogo à escravidão. Ele não pagava salário e não fornecia alimentação digna às adolescentes.

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários