Jovem que matou mulher na região é presa pela Polícia Civil

Polícia RP10 em 02 de dezembro, 2021 09h12m
Facebook Twitter Whatsapp

A manicure Gabrieli Carolini de Souza Silva, 22, que fugiu após assassinar a facadas Ivani Celestrino dos Santos, 34 anos, em uma praça em Santo Antônio do Aracanguá, na madrugada do dia 21 de novembro, foi presa na tarde desta quarta-feira (30), pela Polícia Civil de Aracanguá, com o apoio da CPJ (Central de Polícia Judiciária de Araçatuba).

Gabrieli estava na casa da avó, em Araçatuba, no momento da prisão. Ela havia sido apresentada à polícia na semana passada, pelos advogados Flávio Batistella e Maycon Mazziero. Eles disseram que irão impetrar habeas corpus para reverter a prisão, porque ela se apresentou espontaneamente às autoridades. “Não havia necessidade da prisão, porque ela não estava foragida”, disse Mazziero.

Em entrevista ao Regional Press, na semana passada, Gabrieli contou que vinha sofrendo ameaças por parte de Ivani, que era sua vizinha, por causa de um curto relacionamento de seu namorado com a filha da vítima, quando os dois estavam separados. “Um dia eu estava sentada em um bar com meu namorado. Ela chegou, bateu na minha mesa e disse que queria beber meu sangue. Acho que ela estava bêbada e o marido dela tirou ela de lá. Uma semana depois a filha dela me encontrou na rua e ficou me provocando”.

Ela contou que o motivo da desavença entre elas começou porque quando terminou um relacionamento com o namorado, ele teve um caso com a filha de Ivani. Mas depois acabou retomando o relacionamento, fato que segundo Gabrieli, Ivani nunca aceitou, e depois disso passou a ser ameaçada com frequência.

No dia do crime, Gabrieli foi até a praça central de Aracanguá comprar o pastel para o filho. “Eu já estava com muito medo e estava andando com uma faca”. As duas acabaram se encontrando na porta do banheiro da praça e Gabrieli disse que foi novamente ameaçada, quando ela acabou desferindo um golpe na vítima.

Ao detalhar a cena do crime, Gabrieli disse que não tinha intenção de matar até porque também tem filho, e na sequência começou a chorar muito.

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários