Após roubo e estupro, suspeito é preso em flagrante pela Polícia Militar

Além de roubar uma sorveteria no bairro Cidade Jardim pela segunda vez no mesmo mês, um homem ainda se aproveitou de uma funcionária, configurando crime de estupro. Mas acabou preso em flagrante. A ocorrência foi registrada neste domingo (13). De acordo com informações da Polícia Militar, uma equipe estava em patrulhamento ostensivo pelo bairro por volta de 12h, quando notaram um indivíduo magro, alto e com uma blusa de frio, e máscara, no interior do estabelecimento, ao lado do caixa da empresa.

Polícia Da Redação em 14 de novembro, 2022 11h11m

Além de roubar uma sorveteria no bairro Cidade Jardim pela segunda vez no mesmo mês, um homem ainda se aproveitou de uma funcionária, configurando crime de estupro. Mas acabou preso em flagrante. A ocorrência foi registrada neste domingo (13).

De acordo com informações da Polícia Militar, uma equipe estava em patrulhamento ostensivo pelo bairro por volta de 12h, quando notaram um indivíduo magro, alto e com uma blusa de frio, e máscara, no interior do estabelecimento, ao lado do caixa da empresa.

Como era de conhecimento dos agentes que há cerca de dez dias o local havia sido roubado por alguém com as mesmas características e ‘modus operandi’, foi realizada a abordagem. Quando o suspeito percebeu a presença da PM, tentou rapidamente sair do estabelecimento, porém, acabou detido.

Publicidade

Aos policiais, a funcionária relatou que o foi o mesmo que praticou o roubo no último dia 3 de novembro. Neste domingo, após pegar o dinheiro do caixa (R$ 207,70), a levou para os fundos da sorveteria e a tocou nas partes íntimas e a beijou. Ele só parou quando notou a viatura da Polícia Militar no local.

O suspeito foi surpreendido quando tentava sair do estabelecimento, foi algemado e conduzido até a Central de Flagrantes, onde o delegado de plantão ratificou a prisão em flagrante, com o homem permanecendo à disposição da Justiça. Na delegacia, ele tentou por diversas vezes fugir, acabando por danificar a algema.

Publicidade

Comentários

Notícias relacionadas